Currículo do CDF ― Ciências Naturais

O ensino das Ciências Naturais no Ensino Médio no Brasil sofre de três grandes problemas. O primeiro, e mais grave, é a quase absoluta ausência de aulas de laboratório nas escolas para realizar experiências. Estudar ciências é mais do que decorar princípios, nomenclaturas e fórmulas; é ver como essas coisas descrevem, de verdade, o que existe e o que acontece no mundo real.

Você pode gabaritar as provas de Física e Química do ITA, mas se você nunca realizou uma experiência simples de eletrólise, você não conhece a Física nem a Química. Você pode passar em primeiro lugar pro curso de Medicina da USP, mas se você nunca olhou uma célula de sua própria mucosa bucal num microscópio, você ainda não sabe o que é Biologia.

O segundo grande problema é o declinante rigor dos livros didáticos, com o passar das décadas. Os livros de ciências estão graficamente belíssimos, todos acompanhados de recursos multimídia. Mas o conteúdo está raso, os exercícios muito fáceis, e a apresentação dos assuntos antiquada, se compararmos essas obras com suas congêneres estrangeiras. Por exemplo, os livros de Biologia nacionais ainda trabalham com a velha taxonomia dos “cinco reinos” dos seres vivos, enquanto o paradigma vigente mundo afora é o dos “três domínios”.

O terceiro problema tem a ver com a interdependência conceitual entre as três ciências e a falta de sincronia entre os seus conteúdos programáticos. Isso fica mais evidente no primeiro ano do Ensino Médio. Pra entender as teorias atômicas e as propriedades das ligações e reações químicas, é necessário conhecer o básico de Eletromagnetismo, Radioatividade e Física Quântica, assuntos que só serão tratados nas aulas de Física no terceiro ano. Da mesma forma, um dos primeiros assuntos que se estuda em Biologia é a complexa bioquímica celular, mas a Química Orgânica necessária para entender plenamente os fenômenos bioquímicos só é ensinada nas aulas de Química no terceiro ano.

Não é de admirar que tantos alunos achem essas disciplinas incompreensíveis! Elas simplesmente não são ensinadas na sequência correta. Fazendo uma analogia com a Matemática, seria como ensinar potências e raízes antes de ensinar multiplicação e divisão.

Estudar essas disciplinas na sequência correta, porém, traz um quarto problema. Se toda a Física for estudada antes da Química, e toda a Química antes da Biologia, quando o estudante terminar a Biologia já terá esquecido a Física e a Química. Mas, para fazer o Enem e o Vestibular, o estudante precisa ter todo o conteúdo das três disciplinas bem fresco na memória. Como fazer, então?

A resposta está em estudar cada disciplina, inicialmente, uma depois da outra; e depois, revisá-las simultaneamente. Isso pode ser feito com as mesmas coleções de livros ou com duas ou mais coleções para cada disciplina. Eu elaborei o Currículo do CDF para as Ciências Naturais nesses moldes. Cada etapa é como uma “demão de tinta” para cobrir uma parede, tornando a cor mais viva, a cobertura mais uniforme e duradoura. É assim que o conhecimento científico vai se fixar no seu cérebro.

Pré-Requisito: Conexões: Matemática e suas Tecnologias.

Assim como uma parede precisa ser preparada antes de receber a tinta, também o conhecimento científico requer uma base matemática em que se assentar. Você precisa ter concluído pelo menos o Nível Ridículo do Currículo do CDF de Matemática.

Primeira Demão:

Estude essas coleções sequencialmente, uma depois da outra, na ordem listada.

Segunda Demão:

Estude estas coleções simultaneamente, alternando os capítulos de cada uma.

Terceira Demão:

Estas são pra você se aprofundar, caso termine as duas primeiras “demãos” um ano antes do Enem/Vestibular. Estude quantos e quais você quiser, em qualquer ordem, a seu gosto.

Cabe repetir aqui a observação já feita para a Matemática. Preparação para IME, ITA e Olimpíadas requer livros muito focados no conteúdo que é cobrado nas provas e no tipo de questões dessas provas. Se é isso que você quer, busque orientação no Núcleo Olímpico de Incentivo ao Conhecimento.

6 comentários sobre “Currículo do CDF ― Ciências Naturais

  1. Bom dia, Serjao

    Uma pergunta, você ainda teria o arquivo do seu Roteiro de Estudo Integrado de Física, Química e Biologia? Não consegui acessar pelo Wayback Machine. Se puder enviar eu agradeço 😀

    Curtir

    • Eu até tenho, Richard, mas esse roteiro não está mais de acordo com o que penso ser a melhor estratégia de estudo dessas disciplinas. O atual Currículo do CDF de Ciências Naturais sintetiza melhor minhas opiniões a esse respeito.

      Curtir

  2. Perfeito, muito obrigado mesmo!!!

    Parando pra pensar agora, realmente um descanso mental seria muito bem-vindo!
    Agora na questão da perspectiva de futuro, nesses últimos meses em que não tive um proveito decente nos estudos, consegui enxergar outros caminhos ainda na área militar que tanto busco. Além das carreiras de sargento do exército e da aeronáutica que ao longo do ano somam-se em 3 provas -2 da FAB e 1 do exército- (que possuem uma carreira menos atrativa a longo prazo mas garantem uma estabilidade inicial), descobri também a carreira de oficial na área policial de dois estados que só é necessário ter o ensino médio completo, SP e PR, também cobrando matérias do ensino médio às quais estive estudando todo esse tempo (incluindo aquelas que citei no primeiro comentário eu estar “cru”), sendo mais abrangentes que a EsPCEx, mas ao mesmo tempo em um nível de profundidade menor.
    No caso de SP, a prova normalmente se dá por volta do final de março. Já no caso do PR, tradicionalmente ocorre no final de outubro (nesse caso, o concurso desse estado utiliza a prova da UFPR como teste intelectual).
    Moro no RS, mas a essa altura do campeonato, não vejo menor problema em viajar e fazer tais provas.
    Sendo assim, como a prova da PM -SP como será a mais próxima (o edital não saiu, mas provavelmente daqui uns 5 meses mais ou menos), estudei em um nível que para fazê-la não sentiria dificuldades, a minha preocupação mesmo é essa questão de quando começar, conseguir manter o ritmo.

    Por fim, exposto isso, gostaria de saber: já que tenho um objetivo em mente, como deveria encarar esse período de férias?

    Agradeço mais uma vez, Serjão.

    Curtir

    • Daqui até o fim do ano, reúna o material de estudo das disciplinas, busque provas antigas dos concursos, editais de anos passados. Mas, sobretudo, descanse. Você precisa se recuperar de uma maratona, antes de começar outra.

      Curtido por 1 pessoa

  3. Bom dia, Serjao.
    Com o proximo ano agora, completo 3 anos de estudos. Terminei o ensino medio com uma base fraca e com o apoio da familia decidi me dedicar exclusivamente aos estudos.
    Ate esse ano, estava focado no concurso da EsPCEx e alguns concursos com essa mesma pegada (inclui todas as materias do Ensino Medio com exceçao da Biologia, Filosofia e Sociologia), conseguindo bom aprofundamento nas materias que estudei mas nao sendo suficiente para alcançar a aprovaçao ate a idade limite imposta pela banca, por culpa inclusive de um esgotamento mental pre-prova advindo de tanto tempo estar dedicado a isso com no maximo frequentando a academia para espairecer a mente. Com essa reprovaçao, ja estou ha uns 4 meses naquele estudo ”meia-boca” pro ano que vem pensando em outros concursos que envolvem essas materias novas.
    Exposto isso, se fosse possivel, gostaria de ouvir algumas dicas para o estudo e ordem a ser seguida dessas 3 materias que estou praticamente ”cru” (principalmente em Biologia que acabei comprando a coleçao Amabis e Martho por ouvir boas avaliaçoes). Tambem agradeceria se pudesse me dar alguma luz em como voltar ao ritmo dos estudos… Antes, estudava 12h e nem percebia o tempo passar e hoje nao consigo ficar 1h sequer.
    No mais, era isso. Agradeço por continuar com o site que ha tempos sou grande fa.

    Curtir

    • Bom dia, Gabriel!

      Pelo que você relatou, você parece mesmo estar esgotado, e pior, meio “sem rumo”, depois de não conseguir seu objetivo inicial.

      Experimente o seguinte. Fique este mês de dezembro sem estudar. Nada mesmo. (Acho que é a primeira vez que dou este conselho aqui no Guia do CDF!) Só descansando a mente, e fazendo outras coisas que você goste.

      Nesse mês de férias, procure se informar das alternativas de cursos e carreiras que seriam mais viáveis para você. Alguma outra coisa na área militar? Ou uma universidade normal? Quem sabe um curso tecnológico?

      Comece se perguntando, que disciplinas você mais gosta, ou tem mais facilidade? Mais na área de matemática, física, química, biologia, informática? Ou português, literatura, história, geografia, sociologia, filosofia? Você deve ter tido pelo menos uma noção dessas disciplinas todas no Ensino Médio.

      Escolha, então, um curso que tenha mais disciplinas que você goste e menos que você não goste. De preferência, oferecido por uma instituição pública, que costuma oferecer melhor qualidade de ensino (apesar dos problemas).

      Não ligue pra mercado de trabalho ou perspectiva de salário. Esses fatores variam muito com o tempo. Uma carreira que está em alta agora pode estar em baixa daqui a cinco anos, justamente quando você estiver para se formar, e vice-versa. (E, cinco anos depois de você se formar, a situação de mercado dessa carreira poderá se inverter novamente.)

      A melhor garantia de empregabilidade é você ser muito bom naquilo que você fizer. E você só vai conseguir ser bom naquelas áreas de conhecimento que mais te atraem.

      Uma vez, então, que você tenha escolhido um caminho, retorne aqui ao Guia do CDF. Aqui você encontrará orientações de como fazer seu estudo render o máximo. Encontrará os melhores livros para cada disciplina, e a melhor sequência para estudar eles, conforme for o seu objetivo.

      Bom descanso (por hora), e bons estudos (em breve)!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s