Currículo de Ciências ― Livros Nacionais e Estrangeiros

2 comentários

O ensino das Ciências Naturais no Ensino Médio no Brasil sofre de três grandes problemas. O primeiro, e mais grave, é a quase absoluta ausência de aulas de laboratório nas escolas para realizar experiências. Estudar ciências é mais do que decorar princípios, nomenclaturas e fórmulas; é ver como essas coisas descrevem, de verdade, o que existe e o que acontece no mundo real.

Você pode gabaritar as provas de Física e Química do ITA, mas se você nunca realizou uma experiência simples de eletrólise, você não conhece a Física nem a Química. Você pode passar em primeiro lugar pro curso de Medicina da USP, mas se você nunca olhou uma célula de sua própria mucosa bucal num microscópio, você ainda não sabe o que é Biologia.

O segundo grande problema é o declinante rigor dos livros didáticos, com o passar das décadas. Os livros de ciências estão graficamente belíssimos, todos acompanhados de recursos multimídia. Mas o conteúdo está raso, os exercícios muito fáceis, e a apresentação dos assuntos antiquada, se compararmos essas obras com suas congêneres estrangeiras. Por exemplo, os livros de Biologia nacionais ainda trabalham com a velha taxonomia dos “cinco reinos” dos seres vivos, enquanto o paradigma vigente mundo afora é o dos “três domínios”.

O terceiro problema tem a ver com a interdependência conceitual entre as três ciências e a falta de sincronia entre os seus conteúdos programáticos. Isso fica mais evidente no primeiro ano do Ensino Médio. Pra entender as teorias atômicas e as propriedades das ligações e reações químicas, é necessário conhecer o básico de Eletromagnetismo, Radioatividade e Física Quântica, assuntos que só serão tratados nas aulas de Física no terceiro ano. Da mesma forma, um dos primeiros assuntos que se estuda em Biologia é a complexa bioquímica celular, mas a Química Orgânica necessária para entender plenamente os fenômenos bioquímicos só é ensinada nas aulas de Química no terceiro ano.

Não é de admirar que tantos alunos achem essas disciplinas incompreensíveis! Elas simplesmente não são ensinadas na sequência correta. Fazendo uma analogia com a Matemática, seria como ensinar potências e raízes antes de ensinar multiplicação e divisão.

Estudar essas disciplinas na sequência correta, porém, traz um quarto problema. Se toda a Física for estudada antes da Química, e toda a Química antes da Biologia, quando o estudante terminar a Biologia já terá esquecido a Física e a Química. Mas, para fazer o Enem e o Vestibular, o estudante precisa ter todo o conteúdo das três disciplinas bem fresco na memória. Como fazer, então?

A resposta está em estudar cada disciplina, inicialmente, uma depois da outra; e depois, revisá-las simultaneamente. Isso pode ser feito com as mesmas coleções de livros ou com duas ou mais coleções para cada disciplina. Eu elaborei uma sequência de estudo nesses moldes. Confira:

Algumas observações importantes. Matemática do Paiva é o pré-requisito para todas as disciplinas científicas, independentemente de outras coleções que sejam indicadas no Currículo de Matemática.

Se você vai seguir carreira na área de Humanidades e Ciências Sociais (HCS), estude as coleções sugeridas uma depois da outra, conforme indicado. Apenas deixe pra estudar os Cadernos de Revisão de Química e Biologia, e também as Questões Contextualizadas de Física (a ser publicado em breve), simultaneamente, no final de tudo. (Esses materiais de revisão estão no final dos arquivos de cada coleção.)

Se você vai seguir na área de Matemática, Engenharia e Computação (MEC), inicialmente cumpra a mesma sequência para HMCS, mas use os exercícios de revisão ao final de cada coleção, e não ao final de tudo. Porque você vai fazer a revisão simultânea com outras três coleções, a serem usadas simultaneamente (observe os sinais de mais), pra você ter um embasamento científico bastante sólido. Ao mesmo tempo, estude Ciência da Computação, que será importantíssimo pra você na faculdade.

Se você quer cursar Ciências Naturais na universidade, você deve começar seguindo as mesmas coleções que o pessoal de MEC (inclusive de Computação). Depois, você pega livros introdutórios de cursos universitários somente do ramo científico que você vai seguir. Quer dizer, se você vai fazer um curso na área de Física, você segue somente as coleções de Física, deixa de lado as de Química e Biologia. Semelhante com as outras áreas.

Acho importante que alguém que vai seguir na área de Ciências Naturais tenha um conhecimento dos Geossistemas mais aprofundado do que é ensinado nos livros escolares de Geografia. Muitos temas referentes a esse assunto são cobrados no Enem e nos vestibulares (como o aquecimento global e a degradação do meio ambiente), e exigem um tratamento verdadeiramente interdisciplinar.

Astronomia é uma disciplina que não consta da grade curricular do Ensino Médio, nem é cobrada no Enem ou no vestibular. Mas, se você gosta do assunto e tem tempo pra isso, os livros indicados são ótimas introduções ao assunto, e ainda vão reforçar conteúdos de Matemática e Física, e até um pouco de Química e Biologia. Já se você não liga para o assunto, é só ignorar essas recomendações.

Se o seu lance é participar de Olimpíadas de Ciências, ou se você quer alcançar um nível avançado de conhecimento na sua disciplina favorita, as últimas sequências de livros são pra você. Para as Olimpíadas de Astronomia e Biologia, são as indicadas na última parte. (No caso do livro Biologia de Campbell, você pode escolher entre a versão traduzida, que é de uma edição mais antiga, ou a versão original, que é duas edições mais recente.)

Mas atenção! Os livros indicados para Olimpíadas de Ciências são somente para as nacionais. Para Olimpíadas Internacionais, é necessário estudar em livros universitários. Se esta é a sua ambição, saiba tudo o que você vai precisar no site do NOIC.

E se você, por mais que goste de todas essas disciplinas, não tiver tempo para tudo isso? Foque no essencial, que é passar no Enem ou no vestibular. A sequência proposta para MEC deve ser suficiente pra você ser aprovado pra quase qualquer universidade.

2 comentários em “Currículo de Ciências ― Livros Nacionais e Estrangeiros”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s