Química na Abordagem do Cotidiano, de Tito e Canto

14 comentários

Quando a coleção do Ricardo Feltre já declinava na preferência dos professores, que a achavam um tanto “antiquada” em sua abordagem da Química (semelhante à coleção de Ramalho, Nicolau e Toledo para a Física), a coleção de Martha Reis, com sua abordagem supercontextualizada na vivência dos estudantes, ganhou bastante popularidade, mas era considerada um tanto “superficial” na abordagem da teoria e na relativa facilidade dos seus exercícios.

“Correndo por fora”, outra coleção surgiu, cujos autores buscavam aliar o rigor teórico e o treinamento com exercício de bom nível à contextualização necessária para os conteúdos tratados fazerem sentido e ganharem importância para os estudantes. Este objetivo ficava explícito no próprio título que eles deram à obra conjunta: Química na Abordagem do Cotidiano, de Francisco Miragaia Peruzzo (“Tito”) e Eduardo Leite do Canto, pela Editora Moderna. Por um curto período, esta coleção se tornou referência (“a melhor”) no ensino de Química, tendo inclusive sido preferida para integrar a plataforma Moderna Plus, ao invés da coleção do Feltre ― que é ninguém menos que o fundador da Editora Moderna!

Aqui eu disponibilizo a 5ª edição, incluindo o “Suplemento de Revisão” exclusivo da Moderna Plus. São, ao todo, ― segure‐se na cadeira ― quase 3.000 páginas (2.007, pra ser exato) de conteúdo de Química pra você se fartar! (Estranha e curiosamente, os sumários de cada volume trazem números de páginas muito menores para os capítulos.)

Acrescentei também um “pedacinho” de um livro universitário: três capítulos da 9ª edição de Química, a Ciência Central, que cobrem um tema ignorado pelas coleções brasileiras, a Química Inorgânica Descritiva. Trata‐se de um “passeio” pela Tabela Periódica, descrevendo as propriedades, os principais compostos, reações importantes, aplicações industriais dos mais variados elementos. (Algo semelhante ao que a Química Orgânica faz com o carbono.) Essa parte só é explicitamente cobrada nos vestibulares do IME e do ITA; mas, mesmo nos demais, esse estudo serve para consolidar o que foi aprendido em Química Geral e Físico‐Química, apresentando os conceitos sob um novo ponto de vista.

Esta foi a última edição lançada pela Editora Moderna. Logo depois, a parceria dos autores se desfez (sabe‐se lá por que), e a titularidade da obra ficou com o Eduardo Canto, que decidiu levá‐la para a Editora Saraiva. E adivinhe o que aconteceu? A obra foi “readequada” aos parâmetros do PNLD, reduzindo‐se para 1.158 páginas, incluindo os manuais do professor ― as versões dos alunos somam míseras 867 páginas!

Este é o triste panorama dos livros didáticos de Química atualmente: a coleção do Feltre acabou, a de Marta Reis e a de Tito e Canto foram “podadas” ao extremo. Aliás, se você leu as postagens anteriores, já deve ter percebido o padrão: o PNLD de 2018 (para o qual as edições de livros lançadas em 2016 e 2017 foram preparadas) veio para nivelar por baixo todas as coleções didáticas de Ensino Médio que ainda prestavam! Você só vai encontrar obras à altura de seu intelecto em sebos ou em blogs como este seu fiel Guia do CDF!

14 comentários em “Química na Abordagem do Cotidiano, de Tito e Canto”

  1. Boa tarde, Serjão! O arquivo está sem o Suplemento de Revisão e sem as partes do Química A Ciência Central.

    Curtir

    1. Olá, João. Esta coleção é “mais do mesmo”. Entram para a Estante do CDF apenas as obras que sejam ou pioneiras e lançadoras de tendências (como a do Feltre) que depois outras copiam, ou as que levam os modelos lançados pelas pioneiras ao seu máximo desenvolvimento (como a de Tito e Canto). A de Usberco e Salvador não é nem uma nem outra.

      Sobre ser “suficiente” pro Enem, depende de tantos fatores… Que curso você quer fazer, em que universidade quer estudar, seu embasamento prévio no assunto, pra ficar só nos principais. O melhor é sempre você estudar por coleções (sim, mais de uma) que vão fundo na teoria e tragam a maior diversidade de exercícios, incluindo alguns bem difíceis. Porque, quanto mais você dominar os assuntos, maior tenderá a ser a sua nota no Enem, e mais opções de escolha você terá no Sisu.

      Aquelas obras que eu indico aqui no Guia do CDF, são as que, no meu entender, melhor proporcionam isso.

      Curtir

  2. Oi, Serjão! Você conhece a CK-12? Você acha que ela é uma boa plataforma para quem quer aprender os princípios de tudo? Estou usando-a para estudar mais e estou amando tudo que ela tem a dar. É uma pena que não seja tão conhecida.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu não conhecia, Anderson. Fiquei encantado! Parece ser uma plataforma muito completa, bastante acessível para estudantes, e adaptável pelos professores. Muito obrigado pela sugestão!

      Ah, e você lê tudo em inglês mesmo ou usa algum serviço de tradução automática?

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s